Transando com o namorado da amiga

Transando com o namorado da amiga

Transando com o namorado da amiga

Esse conto foi rápido, espero que gostem e CURTEM Bye Bye KellyFomos juntas para o meu quarto. Ela olhou para mim e disse: “Mamãe nos mata se descobrir…”, porém, Érika estava tão gostosa e pronta para ser comida que eu disse: “Vira essa bunda pra cá sua safada!”, e ela virou-se de quatro e eu segurei em sua cintura e rocei suas nádegas em meu pau, que babava e já saia da cueca. Me Colocaram de quatro, levantando somente a sainha curtinha que estava, tirando plug anal bem de vagarzinho enquanto eu fechava os olhos de tesão.

– Tio, cada dia que passa você me faz ter prazer maior… que descoberta que eu fiz com você, hein?– E pensar que num primeiro momento você teve medo e não quis… custei a te convencer!– É verdade. Toda vez que estou transando com meu namoradinho no meu quarto deixo a porta aberta pra ele ver… ele adora…. Joguei a cabeça pra trás… Contraia minhas nádegas provocando uma sensação gostosa no meu cuzinho. As duas, satisfeitíssimas, só ficavam olhando o pau dele, que continuava firme como rocha.

Uma semana depois ele se mudou pra minha casa. Amanda: Será que eu posso passar a tarde aqui?"Deste dia em diante meu objetivo era me tornar amiga dele, o máximo possível.

Sentamos na cama e ficamos conversando, se beijando, foi uma delicia. Na mesma tarde, teve uma hora em que eu precisava passar por tras dele e, propositadamente, encoxei-o de leve. Eu me aproveitava da amizade com Tatiana para arrancar dicas de como agradar um homem na cama.

Meu namorado começava no trabalho as 20:00 e depois do trabalho ele ia pra casa da mãe dele, quando foi 18:30 ele me chamou pra ir embora, mas eu n queria ir embora, então eu falei pra ele pergunta pro Frankilin se depois ele n me deixa em casa dai eu vou embora com ele e com a tua irmã. Eu me sentia uma vadia e rebolava, ficava de 4, de pé, na janela.