Pornô Que Vazou Na Net Esposa Gostosa Comendo Esposa Vagabunda Pro Amigo De Boa Vista – Rr

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pornô Que Vazou Na Net Esposa Gostosa Comendo Esposa Vagabunda Pro Amigo De Boa Vista – Rr

Pornô Que Vazou Na Net Esposa Gostosa Comendo Esposa Vagabunda Pro Amigo De Boa Vista – Rr

Quando chegamos onde eu havia deixado meu carro nos despedimos sem muitas palavras, demos um selinho, ele esperou eu entrar no carro e se foi…Dentro do carro eu fechei os olhos e lembrei do Mauro, mil coisas passou pela minha cabeça, não cheguei a sentir culpa ou deprê, apenas tinha consciência de que o havia traído, aquela mulher que a horas atrás era uma esposa fiel não existia mais… Por mas que eu não tivesse a intenção de repetir o feito, aquele fato sempre estaria em minha memória. Pra não deixar cair o clima o Cassius mantinha sempre nossos copos cheios, foi quando o Mauro colocou um DVD pornô (parece que eles tinham arquitetado tudo), quando começamos a ver tanta sacanagem não aguentamos e o Cassius tirou meu peito pra fora e deu uma mamada que engolia o peito todo.

e com o pau ainda dentro do meu cú, fiquei com a vagina totalmente aberta, ele jogou cocaina na minha vagina, fazendo ela arder, oque me acordou, já que eu estava quase desmaiando, ele se posicionou lá na frente para comer minha vagina, pegou minhas pernas e levantou separando-as, deu um cuspe na cabeça de seu pau, e acreditem, colocou seu pau junto com o de seu amigo no meu cú, eu comecei a me debater de dor, tentando me livrar de um dos paus, mas o terceiro homem que se excitou muito com a ousadia de seu amigo me segurou com extrema força me deixando imovél, então sem obstáculos ele começou a empurrar o segundo pau em meu cú, a dor era insuportavél, eu chorava muito e soluçando implorava para ele tirar o pau de mim, então o homem que estava me segurando enfiou de uma só vez seu pau duro em minha boca, sem nenhuma dó, os dois estocavam forte, fundo e dolorido seus paus em meu cú, nessa hora eu desmaiei por alguns minutos, acordei meia zonza tentei me mexer mas não conseguia, os dois homens ainda abusavam de cú, foi quando eu percebi que estava totalmente amarrada !!, eles amarraram meus braços abertos para tráz, prendendo-os com uma corda na cabeceira da cama, e minhas pernas amarraram para cima bem abertas como se fosse um ” V “, amarraram duas cordas, uma em cada tornozeiro e prenderam nas janelas uma de cada lado da parede, o terceiro homem estava acabando de me amarrar, ele veio para perto de mim e perguntou de novo sobre o cofre e disse que seria a ultima vez que perguntaria, que era para mim pensar muito bem antes de responder, porque ainda tinha mais dois homens para abusar de mim, eu insisti em dizer que não tinha cofre em casa, só de pensar como minha mãe sofreu para poder juntar aquele dinheiro, ele se irritou e foi para a sala falar com seus outros amigos… ( agurdem o assalto 2e começaram a amolecer e eu desfaleci já não tinha mais forças e ele aindaAchei que era hora de ir tirando o pau de lá , mas ela disse : “ Não”. Ela entrou no nosso quarto, de onde vi vendo todo o movimento e pula em cima de mim, me beijando e esfregando a xaninha no meu pau por cima da roupa, virei ela de lado, afastando o fio dental e inicio uma chupada na xaninha dela, que tava encharcada de tesão, ela da um gemido e eu interrompo, olhamos pra câmera e nosso amigo esta iniciando um punhetinha, ela fica impressionado como pau dele é grande, ai eu levanto, vou ate o quarto do nosso amigo e bato a porta, que estava fechada e o chamo para jantar, ele interrompe a punheta e levanta para se vestir, e e minha esposa fomos todos pra sala. Estremeci de desejo, queria esse homem me comendo em qualquer lugar. Pra mim foi como receber a chave do cofre, então comecei a frequentar a sua casa, em todos os finais de semana e era só eu chegar, que o seu marido não tirava os olhos de cima de mim, eu sentia que ele me comia com os olhos, minha irmã fazia de conta que não via e muitas vezes ela nos deixava sozinhos e ia pro quintal ou pra cozinha para fazer alguma coisa e demorava para voltar, nesse meio tempo, seu marido me agarrava, me em cochava, me apertava no seu pau duro e falava coisas muito gostosas no meu ouvido, aquilo me deixava excitada e molhadinha de tesão.

Como fiquei excitado, eu não fiz nada, apenas fiquei ali no canto da parede desfrutando do que estava vendo, o sexo estava muito bom, minha mulher sentava com força no pau do rapaz que chamava ela de vagabunda safada e perguntava: “Você é o que minha?” Ela respondia: “Sua putinha”. Eu decidi que usaria meu trunfo nele: sabia onde meu pai escondia revistas e mais revistas de putaria e nudez, então num momento de relativa paz (meu pai estava viajando e minha mãe assistindo novela/cochilando), eu peguei ele pela mão e disse que mostraria algo bem legal.