Peguei Meu Namorado No Flagra Me Traindo Com A Novinha Rabuda

Peguei Meu Namorado No Flagra Me Traindo Com A Novinha Rabuda

Peguei Meu Namorado No Flagra Me Traindo Com A Novinha Rabuda

"Sou um homem acima da media da maioria dos brasileiros, visitando minha vó em uma cidade do interior num dia de muito tédio, resolvi usar como distração meu celular através de aplicativo chamado imo, no qual notei que tinha uma pessoa diferente da minha usualidade, resolvi indagar para ver se conhecia, então para minha supresa era uma ex aluna de um tempos atras quando ainda era professor de ensino medio, bem que na epoca ja era super gamado nela pois alem de ser novinha tinha um corpo pelo qual sempre fui apaixonado, conversamos bastante pelo aplicativo, foi onde surgiu um boa oportunidade para comer aquela gostosa, “se um homem me deixa doida de tesão eu deixo ele fazer o que quiser comigo” quando terminei de ler isso resolvi conversar bem picante, dizendo a ela tudo que eu faria se tivesse ela por uma noite primeiro disse a ela q eu era dotado para nao ter susto, disse que começaria beijando o pescoço dela e apalpando todo o corpo dela encostaria ela na parede puxaria o cabelo dela e a comeria tão forte que ela não se lembraria que era comprometida.

"Boa noite e meu primeiro conto aqui entao espero ser claro e que voces gostem, pois bem me casei cedo e ela e ta igreja e então sexo so o convencional, usarei nomes falsos deixa eu me apresentar me chamo Diego na época eu tinha 23 anos sou Moreno 1,79 e com 90 kg eu já não vinha com o casamento legal pois eu queria algo a mais foi então que conhecia a Fernanda numa sala de bate-papo meses de passaram e as coisas ficaram quentes primeiro mês conversar depois nas fotos, passamos pra web e até sexo virtual entao não aguardávamos mais e fomos nos encontrar no caju rj um lugar bem movimentado ela era casada também mais falava que o marido não a agradava na cama então no encontro nos vimos e conversamos por uns 5 minutos e não aguentamos vamos pra um motel eu cheio de tara de tudo que falei,vi e ouvi ja sabia oq fazer quando entramos eu fechei a porta e ela nem teve reação pois eu já a peguei por trás colocando ela contra a parede e segurando seu cabelo já apertando seus saio que eram durinho que por sinal ela tinha leitinho pequenos e uma bundinha pequena mais uma buceta e um cu maravilhoso ela já sabia o que eu queria mais ela nunca tinha feito anal ainda então ela falava vai acaba com sua puta eu joguei ela na cama e comecei a chupar sua buceta lisinha e seu grelinho alta se virava de lado para o outro gemendo e gritando vai acaba com a sua puta e eu comecei alternar em chupar seu cu e a buceta ai ela eloqueceu de verdade segurava minha cabeça forçando contra a sua buceta e falava vai me faz gozar e quando percebi estava contraindo seu corpo e liberando seu melzinho na minha boca ela ficou toda mole na cama eu então pequei sua cabeça e truxe até meu pau e já fui enfiando na sua boca ela chupava como se fosse uma Bezerra eu urrava pois ela chupava e olhava pra mim quando mais eu urrava ela chupava com mais vontade depois de uma 5min eu não aguentei e gozei na sua boca ela se assustou pois seu marido nunca gozou na b9ca dela mais ela estava louca continuava a chupar e derrepente ela parou olhou pra mim com meu pau na boca e engoliu aquilo me deu um tezao que ja tirei e fui logo botando ela de quatro e metendo numa estocada so meu pau todo na sua buceta eu metia como um animal meu pau entrava e sai meu saco batia na bunda dela eu segurava seu cabelo e batia na sua bunda ela estava louco ja tinha uns 20 min e ela tava quase gozando ai me aproveitei ela gritou vai caralho vai que vou gozar porraaaa eu então parei e fiquei com meu pau todo dentro dela ela ficou puta e gritava vai caralho me fode arromba sua puta me fode caralho quero gozar eu fui no ouvidinho dela e disse quer gozar minha puta quer e ela com a voz trêmula disse quero me fode vai eu disse me da oq eu quero sa não eu paro agora e vou embora ela começou a balançar a cabeça enorma de não eu voltei a meter nela e ela urrava isso caralho vaiiiii vou gozar porra eu parei ela louca falava ai caralho me faz gozar e eu então falei implora pra mim comer seu cu ela louca olhou e disso vai arromba meu cu seu filho da puta eu peguei e encostei meu pau no cuzinho virgem dela e eu brincava passando o pai no cu e na buceta até que ela abixou a cabeça deixando sua bunda bem empinada e falou vai caralho seu filho da puta come esse cu eu encostei e forcei um pouco mais estava muito apertado mais ela estava louca e gritou vai caralho soca no meu cu porraaaa eu então forcei e ela veio com o cu contra meu pau no que entrou de uma vez ela gritou caralhoooooo filho da puta de me rasgando Eu parei ela me deu um tapa e disso agora acaba comigo e me faz de sua puta ai eu comecei a bombar ela louca gritava isso caralho que delícia foda meu faz virar sua puta quando eu sentir seu cu contraindo meu pau dentro do seu cu e no que ela levantou a cabeça e urrou caralhoooooo to gozandoSei filho da puta e gozou mouito pelo cu no que eu comecei a meter três dados na sua buceta e fudia junto com meu pau no cu dela ela ficou louco e gritava caralho to gozando pelo cu e pela buceta ela começou a gozar feito louca eu então medo fundo e gozei ela apertava meu pau com o cu e a buceta contra mais dados eu então enchi o cu dela de porra vai pro lado e respirando ofegante ela virou e falou meu cu e seu todo seu… espero que gostem até a próxima.

Peguei a mão dele e coloquei na minha buceta. Assim ficavam 2 jogando 2 peruando o jogo 1 peão encarregado de servir cerveja e vigiar quem chega e quem sai pra não dar flagrante e 1 Peão saia com um viadinho pra fuder num quartinho que o dono da birosca chamado Zé pé duro tinha nos fundos ele cobrava X valor e transformava em cervejas pra não dar na pinta ou seja se cobrace 30 reais ele colocava garrafas vazias como se tivesemos consumido assim niguem notava conta alta sem consumo. -Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Dali passaram para o famoso “dog style” e ela conseguiu gozar, coisa que não imaginara que iria acontecer, tinha pensado que seria uma transa bem mecânica, mas estava curtindo demais, era muito melhor do que quando transava com o namorado.