Cavalona Do Rabo Enorme Sentando

Cavalona Do Rabo Enorme Sentando

Cavalona Do Rabo Enorme Sentando

pela manha ela levantou sedo e foi ate o quarto padre que ainda dormia, pra trocar de roupa.

Dava pra ver sua aflição e seu medo com a possível chegada de alguém, mas o desejo falou mais alto.

O que vi me deixou louco.

Repetiu o movimento mais umas quatro vezes.

Eu não sei se vou gostar de engolir, `tá bem?!-Claro!…Claro!… eu também não quero que você engula…vem…vem, sobe em mim!Que chato!! Eu queria chupar mais e o chifrudinho já queria terminar tudo! Bom, a partir desse dia, Gil sempre me pedia que eu o boqueteasse, mas nunca gozou na minha boquinha. Senti ele passando uma pomadinha e introduzinho um brinquedinho no meu cu, pedi pra sentar eu seu pau, e enquanto sentava senti tirarem o consolo, meu cu pulsava por preenchimento, foi quando senti o rapaz encostando aquele pau grosso no meu cuzinho, ele tentou enquanto eu estava com outro pau na buceta, ele foi colocando devagar ate me penetrarem por completo, gozei vaaaarias vezes ate sentir o leitinho deles derramando de dentro de mim. Eu dei para o amigo do meu marido e não me arrependo, qualquer dia eu dou de novo, quem manda ele não me satisfazer, como dizia minha mãe: “Quem não dar assistência perde pra concorrência”.

Viu que tinha de passar em toda a bunda, porque o fio só protegia o reguinho… e ela arrepiou toda quando sentiu a mão dele deslizando pelo seu bumbum.

… Ahá! Suas namoradinhas não fazem isso, né …Sorrindo com a sensação de superioridade Raliely começou o vai-e-vem, cada vez que aquela cabeça enorme entrava em sua goela ouvia-se um ‘glup’. Assim marcaram o encontro para o dia seguinte, mas esse é assunto para outra narrativa.

Apertadinha e três vezes mais quente que as mulheres que já transei,estava num grau de tesão muito grande, e a cadela começou a choramingar sem parar com o meu pau atolado nela,kkk tentei fazer um vai-e- vem devagar mais ela choramingava muito! então esperei um pouco, senti o meu cassete bem acomodado e quente dentro da minha amiguinha, mais uma vez comecei um vai-e- vem devagarzinho e ela parou de fazer o barulho que estava incomodando. – Foda-se, Luana… quando é que voltas?– Quando você tiver pau para aguentar minha bunda. "O pau ficou mais duro ainda e ela foi rebolando, gemendo e sentando.