Caiu Na Net Video Caseiro Deliciosa Rabuda Metendo Gostoso Na Buceta Dessa Rabuda Bem Deliciosa Tarado Na Beira Da Lagoa – Rs

6 min

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

6 min

Categoria:

Tag: , , ,

Caiu Na Net Video Caseiro Deliciosa Rabuda Metendo Gostoso Na Buceta Dessa Rabuda Bem Deliciosa Tarado Na Beira Da Lagoa – Rs

Caiu Na Net Video Caseiro Deliciosa Rabuda Metendo Gostoso Na Buceta Dessa Rabuda Bem Deliciosa Tarado Na Beira Da Lagoa – Rs

"como relatei aqui pra vocês no primeiro conto, eu fodi minha chefe;-Depois de um banho maravilhoso conversamos um pouco e ela me elogiava muito dizia que jamais acha que eu iria faze ela se achar mulher de novo, eu também a elogiei bastante e fiz algumas caricias nela que logo despertou meu pau deixando ele durinho, ela falou que queria da pra mim mais uma vez eu apena a deitei na cama e já comei a chupa-la que delicia aquela buceta bem raspadinha pequenininha,lábia, enfiava um dedo depois enfiei dois ela gemia feita uma louca, depois diz um 6X9 ela mamando meu cacete e eu aproveitei pra dar umas dedadinha naquele cuzinho, ela não reclamou e eu pensei agora vou concretizar meu sonho vou comer esse cuzinho que parece que nunca foi fudido, mais uma vez a coloquei de quatro e comecei a bobar naquela buceta, dessa vez eu a xingava de vadia gostosa, putinha, safada, depois de muito xingamento e tapas naquele rabo, eu com o pau dentro dela fui no ouvido dela e falei sabe o que eu quero agora chefinha?-ela falou pede meu safado, hoje eu sou sua seu filha da puta, o que você, fala?-eu falei eu quero foder seu cuzinho quero ele pra mim!-ele falou come seu cachorro, eu adoro da ele, aquele corno do meu marido não gosta de foder ele…– eu sem pestanejar dei uma cuspida na entrada do cuzinho dela, e continuei metendo o pau na buceta dela, ela rebolava muito e gritava fode tarado, come sua chefinha come, eu sei que você sempre quis me comer, sua cara não nega, eu falei sempre mesmo, e dai tirei o pau da buceta dela e coloquei na entrada do cuzinho dela, ela se ajeitou melhor e foi se curvando pra traz, ela mesma fez questão de deixa o pau entrar devagar nela, e me perguntado se eu estava gostando eu apenas gemia e fala safada, cachorra, quando entrou tudo eu comecei a bombar forte, ela falou vai seu safado filha da puta eu vou goza vai, mete, come, vai, arregaça tudo, sentir ele tremer, foi quando ela falou gozei… dei mais uns tapas naquela bunda e socava forte já não aguentava mais e queria gozar dai não aquentei e acelerei as estocada quando apertei aquela bunda bem forte e explodi todo gozo dentro daquele cuzinho…foi maravilhoso comer minha chefe, não estou na mesma sessão que ela mas direto saímos pra almoça e dar umas trepada, já tem 4 meses que como ela e ela sempre maravilhosa, disse pra mim que ate o casamento dela melhorou depois que começamos a sair r o que mais admiro nela é que ela é do tipo de mulher que é uma dama na sociedade e uma verdadeira puta na cama!!!"Ela parou de exitar e voltou a ficar de 4 abrindo a bunda -Entao coloquei a rola novamente no seu cu e começei a ir e vir naquele cu novamente"Eu: vai devagar…Daniel: ok, só dessa vez"Marcela, Marlene e Marta, trancadas no seu cativeiro, presas com correntes à cama, há cinco dias, sem sofrerem novas agressões, davam graças ao Senhor, mas por outro lado, estavam sem se alimentar todo este tempo.

SENTÍ NOVAMENTE MINHA BUCETA SER INVADIDA POR AQUELE PAU DURO E GROSSO… QUE SENSAÇÃO DELICIOSA… AQUELE HOMEM SABIA MESMO FUDER UMA MULHER E DAR MUITO PRAZER. ( Homens: camiseta, shorts, meia e cueca ; Mulheres: camiseta, shorts, sutiã e calcinha )minha vagina, porque eu não aguentaria mais levar no cú, ele nem sequerde um lado, eu estava toda mole, então eles foram me descendo no pau daqueleMinha esposa ficou louca de tesão e me pediu para meter o dedo em sua buceta e constatei que a bichinha estava mais úmida que uma lagoa, fiquei doido de vontade de comer aquela buceta, mas ela não deixou e apagou meu fogo com uma punheta, por sinal deliciosa, onde ela bebeu toda a porra que derramei. -Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

Logo Andressa ficou tonta e com sono e resolvel deitar no meu colo, July logo depois também se recostou na minha outra perna, então eu fiquei só observando o corpinho daquelas santinhas embebedadas e fiquei maluco imaginando mil e uma travessuras, meu pau tava quase expodindo dentro da calça quando começou a roçar na cabeça de July, tive que me ajeitar para evitar confusão, mas então logo depois que eu me ajeitei, Andressa virou de bruços fazendo seu vestido subir sem querer, então pude ver parte de sua calcinha envolvendo aquela bundinha deliciosa e se encravando bem no meio.

Enquanto isso levantei sua camisolinha até o quadril, e pela primeira vez puder ver aquela bundinha perfeita, quando encostou sua buceta no meu pau, a segurei pelo quadril, e pude sentir como ela estava molhada, ela apoiou as mãos em meus joelhos, e lentamente foi descendo.

Vou contar pra vcs o que aconteceu…Como de costume aos finais de semana vou para meu sítio, pois adoro contato a natureza, banho de cachoeira, piscinas e fico extremamente a vontade no meu sítio uma vez que tenho bastante privacidade, lá tem apenas o caseiro que é casado e tem um filho, o caseiro sempre vejo mas a esposa e o filho raramente. Após sua despedida, quando eu e a Kelly fomos para a cama na intenção de dormir, ela me contou que a Thais (minha comadre) havia pego uma revista masculina que eu tinha deixado de m bobeira ali por perto e após ter lido um conto erótico confessou que já fazia quase um ano que não sabia o que era sexo, e que lendo o conto (sobre uma relação à três), já estava toda molhada, comentaram sobre o conteúdo do conto e Thais a perguntou se teria coragem de fazer amor a três, minha mulher imediatamente respondeu que desde que eu participasse e fosse o único homem da transa (ainda não havíamos praticado swing nesta época), não havia problema algum, já que ela tinha uma grande curiosidade e tesão por nunca haver feito isto.

Acordei essa manhã sendo chupado por ela, começamos a namorar gostoso, ela beija muito bem, ela chega no meu ouvido e fala: Adorei a foda dessa noite agora quero que coma meu cú.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

Gemi de prazer, ele parou um pouco, com a mão que continuava no meu clitóris e começou a tirar, empurrar e tirar, em movimentos lentos, mas que foram acelerandocada vez mais, conforme sua excitação crescia, enquanto eu gritavasendo emrrabada por aquele cacete gostoso.

Ele ficou metendo nesse ritmo sem parar, eu sentia a mesa tremendo e saindo do lugar, sendo empurrada junto com o movimento dele.

Um dia tavamos na rua jogando vídeo game na minha casa nos 3.